11 coisas para fazer e ver em Trento e 1 para n√£o fazer

11 coisas para fazer e ver em Trento e 1 para n√£o fazer
Trento
11 coisas para fazer e ver em Trento e 1 para n√£o fazer

Contar Trento n√£o √© f√°cil. H√° uma despropor√ß√£o evidente entre a extens√£o territorial global reduzida e o papel hist√≥rico muito importante que a cidade exerceu ao longo dos s√©culos. √Č necess√°rio come√ßar deHeran√ßa romana, cujos tra√ßos podem ser encontrados noplanejamento urbano do centro e no mesmo top√īnimo Trento, deriva√ß√£o do latim Tridentum. Depois, h√° o papel desempenhado por Igreja, tanto na consolida√ß√£o deautonomia local que, acima de tudo, em ditar os preceitos de doutrina cat√≥lica contra os desafios do protestantismo (Conc√≠lio de Trento) Ainda assim, oantagonismo que passou por todos os 800 entre apoiadores do esp√≠rito italiano e leal ao Imp√©rio Austro-H√ļngaro chegar, finalmente, ao pre√ßo pago pela cidade durante as duas guerras mundiais. Mas n√£o acabou porque na hist√≥ria de Trento n√£o pode faltar o espet√°culo das montanhas que o rodeiam, uma solu√ß√£o ideal para os amantes do trekking e dos desportos de inverno. Enfim, uma bela cidade cheia de charme da qual, a seguir, descobriremos juntos os principais atrativos. Boa leitura.



1 Piazza del Duomo

A Piazza del Duomo é o ponto de partida obrigatório para uma visita a Trento. Não só porque é seu principal atrativo, mas também porque nela desembocam as ruas mais importantes da cidade. Resumindo seja ponto de interesse que cruzamento de acordo com um esquema emprestado da tradição urbana romana e consolidado durante a Idade Média. Além de Catedral de San Vigilio, que discutiremos no próximo ponto, a Piazza del Duomo abriga outros edifícios de grande interesse histórico e cultural. Em particular, eles merecem Palácio Cazuffi e Palácio Rella, dois edifícios contíguos cuja peculiaridade consiste na decoração das respectivas fachadas. Não acabou, porque eles estão sempre na área Palazzo Pretorio e Torre Cívica. O primeiro é o lar do Museu Diocesano do Tridentino que abriga documentos, artefatos e obras de arte de valor inestimável, enquanto a Torre Cívica é uma estrutura militar medieval (também foi usada como uma prisão) de cujo topo foram disparados tiros de artilharia e fogos de artifício durante as férias do Conselho e do passagem de grandes personalidades. Finalmente, ai de esquecer o Fonte de Netuno bem no centro da praça. De acordo com algumas fontes históricas, a localização da estátua, representando o deus romano segurando um tridente, está relacionada ao antigo nome da cidade Tridentum.



2 Catedral de San Vigilio

Datado do s√©culo XII, o Catedral de Trento foi constru√≠do em um pr√©-existente Bas√≠lica paleocrist√£ cujos restos ainda s√£o vis√≠veis na cripta do edif√≠cio. A igreja, um tr√™s naves e Cruz latina, tem direito a santo padroeiro San Vigilio, cujos restos mortais est√£o guardados no interior, ao lado dos dos santos Sisinio, Martirio e Alessandro. Especialmente impressionante √© a mistura de estilos arquitet√īnicos: g√≥tico, rom√Ęnico, renascentista e barroco cada uma conta uma fase hist√≥rica espec√≠fica da catedral, famosa por ter hospedado as obras do Conc√≠lio de Trento. Em mem√≥ria do evento, o Capela do Crucifixo constru√≠do na parte sul da igreja. De planta quadrada e encimada por c√ļpula, esta capela alberga o crucifixo de madeira, diante do qual foram proclamados os decretos conciliares fundamentais para o desenvolvimento da doutrina cat√≥lica a partir de 600. Com desconto, visite a Catedral de San Vigilio em combina√ß√£o com o Museu Diocesano Tridentino, que discutiremos mais detalhadamente no pr√≥ximo ponto. Para mais informa√ß√Ķes na Catedral de San Vigilio consulte o local: www.cattedralesanvigilio.it.


3 Museu Diocesano Tridentino

A visita da Catedral de Trento e do Palazzo Pretorio caminham juntas por v√°rios motivos: em primeiro lugar, porque Palazzo Pretorio foi oresid√™ncia do antigo bispo, antes de ser transferido em 1255 para o castelo Buonconsiglio. Em segundo lugar, porque desde 1963 (IV centen√°rio do Conc√≠lio de Trento) o Museu Diocesano Tridentino foi transferido para este novo local, pondo fim a longos anos durante os quais a principal preocupa√ß√£o era antes preservar a integridade das obras da loucura. guerra. Terceiro motivo, porque os achados da bas√≠lica crist√£ primitiva sob a cripta da Catedral dependem do museu em quest√£o. Dito isso, o que mais importa √© oenorme valor hist√≥rico de telas, pinturas, paramentos e outros achados que em grande parte lan√ßam luz sobre um evento fundamental como o Conc√≠lio de Trento. Um fato hist√≥rico cuja import√Ęncia extrapola o aspecto religioso e afeta diretamente a maneira de sentir, pensar e interpretar a vida de milh√Ķes de pessoas sem que estas, em muitos casos, tenham plena consci√™ncia disso. Para mais informa√ß√Ķes sobre hist√≥ria, obras, exposi√ß√Ķes, cole√ß√Ķes e m√©todos de visita, consulte o Site oficial: www.museodiocesanotridentino.it.



4 √Ārea Arqueol√≥gica de Sas

Da Piazza del Duomo √† Piazza Cesare Battisti ou, dito de outra forma, da cidade medieval √† romana. J√° √©, porque sob a Piazza Cesare Battisti, durante a restaura√ß√£o e expans√£o do Teatro Sociale, significativo restos do antigo Tridentum. Para ser mais preciso: um longo trecho de paredes orientais; partes de uma torre; um segmento de um decumanus menor; dutos da rede de esgoto e diversos outros achados todos catalogados e dispostos de acordo com as mais modernas solu√ß√Ķes de display. A √°rea √© chamada Espa√ßo Arqueol√≥gico Subterr√Ęneo do Sas (do nome da zona antiga parcialmente arrasada para dar lugar √† nova pra√ßa) e pode ser visitada todos os dias, excepto √†s segundas-feiras, de 9 a 13 e de 14 a 17.30 (de 1 de Junho a 30 de Setembro at√© 18). A visita, que tamb√©m utiliza multim√≠dia, √© indicada para crian√ßas. Mais informa√ß√Ķes em local: www.cultura.trentino.it.

5 Monumento a Dante

A It√°lia est√° cheia de festas para o poeta florentino. O de Trento, no entanto, tem um significado diferente, pois cruza dois quest√Ķes fundamentais relacionadas entre si: o bilinguismo da regi√£o (trilinguismo, considerando Ladin) e o dial√©tica acalorada entre os partid√°rios da italianidade do territ√≥rio e os fi√©is do Imp√©rio Austro-H√ļngaro. Na verdade, foi um dos irredentistas mais famosos de Trento que quis o Monumento a Dante Guglielmo Ranzi. A ideia surgiu na sequ√™ncia da funda√ß√£o, em 1886, da sociedade ‚ÄúPro Patria‚ÄĚ, cujo objetivo era promover o estabelecimento de escolas italianas dentro das fronteiras do Imp√©rio Austro-H√ļngaro. Ranzi, por√©m, teve que esperar 10 anos para ver seu sonho realizado, tornando-se ele mesmo o promotor, junto com outros, da arrecada√ß√£o de fundos necess√°rios para a realiza√ß√£o da escultura. A obra, constru√≠da pelo artista florentino Cesare Zocchi, foi inaugurada em 11 de outubro de 1896. A escultura, que retrata Dante com o bra√ßo direito estendido em dire√ß√£o aos Alpes, assenta sobre uma imponente base na qual s√£o esculpidos v√°rios personagens da Divina Com√©dia. Tamb√©m h√° muitos no pedestal epigrafia, incluindo um ditado pelo pr√≥prio Ranzi e muito revelador dos sentimentos que inspiraram a obra: ‚ÄúVamos reverenciar os italianos. Curve estranhos. Deh! Levantemo-nos novamente na justi√ßa ‚ÄĚ.


6 Igreja de Santa Maria Maggiore

Trento possui um patrim√īnio eclesi√°stico de alto n√≠vel que, al√©m de iluminar a hist√≥ria da cidade, contribui consideravelmente para a fortuna tur√≠stica. Juntamente com a Catedral de San Vigilio, vale a pena visitar a Igreja de Santa Maria Maggiore, a apenas trezentos metros da primeira. Esta igreja merece acima de tudo por duas raz√Ķes: pela Escava√ß√Ķes arqueol√≥gicas o que tornou poss√≠vel adquirir novas informa√ß√Ķes sobreevolu√ß√£o da cidade desde a antiguidade at√© a Idade M√©dia; e, em segundo lugar, pelo papel desempenhado por ocasi√£o do Conc√≠lio de Trento. Em compara√ß√£o com o primeiro ponto, verificou-se que a igreja foi constru√≠da sobre uma central t√©rmica constru√≠da pelos romanos, e que ao longo dos s√©culos sofreu v√°rias remodela√ß√Ķes que foram gradualmente diminuindo a sua pra√ßa. O que hoje admiramos √© o resultado da ‚Äúvis√£o‚ÄĚ do Pr√≠ncipe Dom Bernardo Clesio que impressionou n√£o s√≥ o edif√≠cio, mas uma grande parte da cidade (incluindo o Palazzo Magno, ver pr√≥ximo ponto) uma virada renascentista, que entrou para a hist√≥ria como "Estilo clesiano". Quanto ao Conc√≠lio, por√©m, parou na Igreja de Santa Maria Maggiore por ocasi√£o da prociss√£o solene de abertura das obras e durante as congrega√ß√Ķes concludentes de 1562. Para facilitar a realiza√ß√£o das obras finais, uma tribuna de madeira foi montado na nave √ļnica da igreja relatado em v√°rias pinturas, incluindo a mais famosa de Elia Naurizio conservado no Museu Diocesano Tridentino. Outras pinturas dignas de nota s√£o as que decoram a ab√≥bada da igreja, feitas no in√≠cio de 900 por Sigismondo Nardi sempre como evid√™ncia do trabalho conciliar. Para ver!

7 Castelo Buonconsiglio

No in√≠cio mencionamos o papel da Igreja na consolida√ß√£o da autonomia local. A refer√™ncia era para Principado Episcopal de Trento, uma entidade paraestatual governada pelo bispo da cidade (que assim combinava o poder religioso e secular) em um complicado entrela√ßamento de rela√ß√Ķes com o Sacro Imp√©rio Romano. Uma institui√ß√£o que governou o destino da cidade durante s√©culos e que, ap√≥s uma primeira fase no Palazzo Pretorio, sempre teve no Castello del Buonconsiglio sua sede oficial. Na realidade, o que chamamos de Castello del Buonconsiglio √© a soma das constru√ß√Ķes adjacentes constru√≠das ao longo dos s√©culos. O n√ļcleo mais antigo √© Castelvecchio, famosa sobretudo pelo p√°tio com arcadas sobrepostas e pela loggia veneziana de onde se avistam os principais monumentos da cidade. Adjacente a Castelvecchio existe Eagle Tower cuja popularidade se deve a "Ciclo dos Meses", s√©rie de afrescos de parede feitos por tal Mestre Wenceslas e por historiadores da arte considerados um dos testemunhos mais preciosos da vida econ√≥mica e social da cidade entre os anos '300 e' 400. Grande pal√°cio (ou Palazzo Magno), por outro lado, √© o emblema da Renascen√ßa Trentino, Enquanto o Giunta Albertiana  representa o temporada barroca. √Č preciso dizer que a hist√≥ria de Buonconsiglio n√£o termina com o fim do poder temporal dos bispos. Ou seja, o Castelo foi palco da morte do irredentista italiano Cesare Battisti, enforcado em 1916 pelos austr√≠acos que haviam eleito como corte militar aquela que fora resid√™ncia dos bispos de Trento durante s√©culos. Resumidamente falado sobre a hist√≥ria, vamos √†s not√≠cias: hoje o Castelo Buonconsiglio em Trento √© o principal p√≥lo de um sistema museol√≥gico composto por 5 castelos em Trentino Alto Adige (os outros 4 s√£o: Stenico, Beseno, Thun e Caldes). Para obter mais informa√ß√Ķes, consulte o local: www.buonconsiglio.it.

8 musas

Inaugurado em 2013, o Museu da Ci√™ncia de Trento fica a cerca de um quil√īmetro da Piazza del Duomo. Faltam pouco mais de dez minutos para chegar em frente a este edif√≠cio futurista projetado porArquiteto italiano Renzo Piano. O itiner√°rio da exposi√ß√£o desenvolve-se em v√°rios n√≠veis: desde a "Estufa Tropical" na cave, onde est√£o expostos muitos f√≥sseis, √† "Alte Vette", no quarto andar, onde s√£o ilustradas as condi√ß√Ķes e formas de vida das geleiras alpinas. Tudo de acordo com uma l√≥gica ascendente que usa a met√°fora da montanha para contar a evolu√ß√£o da vida na terra, e mais especificamente a evolu√ß√£o da vida nos Alpes. Obviamente, n√£o faltam cole√ß√Ķes naturalistas e cient√≠ficas, bem como percursos educativos ad hoc para os mais pequenos que t√™m a oportunidade de aprender enquanto se divertem. Em suma, um museu ultramoderno que enriquece a oferta tur√≠stica e cultural de Trento e que, portanto, constitui uma paragem imperd√≠vel de uma visita √† cidade. Para mais informa√ß√Ķes consulte o local: www.muse.it.

9 Monte Bondone e Valle dei Laghi

At√© agora tratamos principalmente da "cidade do Conselho". Um tesouro de arte, hist√≥ria e cultura que merece ser visitado em todos os lugares. Por√©m, Trento tamb√©m √© outra coisa. Basta olhar as cadeias de montanhas que o rodeiam para o perceber. Menos de 20 quil√īmetros, h√° ambos Reserva dos Tr√™s Picos do Monte Bondone que Vale dos lagos. Estamos falando de territ√≥rios de grande interesse natural√≠stico onde √© poss√≠vel praticar quase todos os tipos de atividades ao ar livre: esqui alpino, esqui cross country, trekking, escalada, mountain bike, canoagem, vela, caiaque, parapente etc.. Tudo isto, √ßa va sans dire, com o maior respeito pelas especificidades da flora e da fauna presentes. Resumindo, um recanto de natureza selvagem a poucos passos da cidade onde, se desejar, tamb√©m pode optar por ficar. Men√ß√£o especial para o Lago Toblino (Veja a foto). Ao contr√°rio dos outros lagos alpinos do vale, de facto, o Toblino possui uma vegeta√ß√£o particularmente interessante, em alguns tro√ßos com tons semelhantes aos do matagal mediterr√Ęnico. Olho tamb√©m para castelo na margem norte do lago. √Č uma fortaleza defensiva pretendida pelo Pr√≠ncipe D. Bernardo Clesio, at√© agora no artigo v√°rias vezes cruzada. Para ver!

10 Mercados de Natal de Trento

H√° anos, no per√≠odo da Imaculada Concei√ß√£o √† Epifania, Trento est√° esgotado. Na cidade, o clima natalino √© realmente m√°gico. Os expositores, com suas t√≠picas casas de madeira, se acomodam em Piazza Fiera, Piazza Cesare Battisti, Piazza Santa Maria Maggiore para vender seus produtos t√≠picos. E n√£o h√° d√ļvida de que s√£o assim. Ao contr√°rio de outros locais onde o que n√£o se passa como t√≠pico, em Trento - mas a discuss√£o pode estender-se a toda a regi√£o - a comida e o vinho, a cer√Ęmica, as lembran√ßas, etc. s√£o produzidos exclusivamente no local. Portanto, ir de f√©rias a Trento durante as f√©rias de Natal √©, sem d√ļvida, uma das coisas a fazer. Voc√™ ter√° a oportunidade de saborear iguarias como Puzzone di Moena, queijo DOP de Val di Fiemme, o Vinho com canela e muitos outros pratos provinciais e regionais. E que o Mercado de Natal em Trento √© agora um marca para todos os efeitos, isso tamb√©m √© demonstrado pelo site dedicado a que nos referimos para mais detalhes sobre o caso: www.mercatinodinatale.tn.it.

11 Os arredores de Trento

Al√©m do Monte Bodone e do Valle dei Laghi (ver ponto 8), Trento √© cercada por outros lugares bonitos. Acima de tudo, √© claro, Madonna di Campiglio cerca de 70 quil√īmetros de dist√Ęncia. Cerca de cinquenta quil√īmetros, no entanto, existem Pinzolo, as aldeias de Val di Fiemme e os do Val di Fassa. Finalmente, uma men√ß√£o particular para Rovereto pouco mais de vinte quil√īmetros de dist√Ęncia (cerca de meia hora de carro). A cidade, ali√°s, hospeda o MART (Museu de arte moderna e contempor√Ęnea de Trento e Rovereto) um dos museus mais importantes da Europa, que pode ser visitado sozinho ou, porque n√£o, em combina√ß√£o com o MUSE que mencionamos anteriormente. Quanto √†s muitas outras coisas para ver e fazer, nos referimos ao nosso artigo anterior sobre as Dolomitas. Boa leitura.

1 Não viole as regras de convivência civil

Nas classifica√ß√Ķes das cidades italianas com maior qualidade de vida, Trento invariavelmente ocupa os primeiros lugares. Portanto, √© dif√≠cil dizer o que evitar em uma cidade onde (quase) tudo funciona perfeitamente. Devemos considerar a contribui√ß√£o ativa dos cidad√£os na manuten√ß√£o de altos padr√Ķes de habitabilidade. Portanto, a √ļnica coisa que n√£o se deve fazer em Trento √© violar as regras de conviv√™ncia civil que marcam o cotidiano do territ√≥rio. S√≥ para citar alguns: respeito pela fila, compra do bilhete nos transportes p√ļblicos, cuidado do verde p√ļblico tanto do urbano como, sobretudo, da serra envolvente. De resto, tenham boas f√©rias e viva Trento.


Adicione um coment√°rio do 11 coisas para fazer e ver em Trento e 1 para n√£o fazer
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.