Viajar com segurança no Marrocos: muitas dicas de viagem!

Viajar com segurança no Marrocos: muitas dicas de viagem!

Dicas para uma viagem segura para o Marrocos

Ao clicar em cada item do índice logo acima, você pode chegar ao segmento que mais lhe interessa.

O que fazer antes de sair?

Para viajar com seguran√ßa em qualquer estado, o que sempre recomendo √© fazer um seguro de viagem que permita viajar sem preocupa√ß√Ķes. Dentro criando um itiner√°rio de viagem Acho que √© um aspecto que n√£o deve ser subestimado porque imprevistos podem acontecer durante a viagem e ter apoio √© fundamental. Eu sempre me apoio www.viaggisicuri.com e geralmente fa√ßo cobertura de prata com a adi√ß√£o da exclus√£o da franquia. Tamb√©m tive a oportunidade de testar sua validade na minha viagem ao M√©xico devido a uma pequena intoxica√ß√£o alimentar e me encontrei muito bem, ent√£o n√£o posso deixar de recomend√°-lo.



Custos em geral

Un viagem para o marrocos é um viagem barata. As viagens aéreas têm um custo relativamente baixo em comparação com as rotas intercontinentais, e os custos quando você chega em Marrocos são realmente baixos. Reservei todos os hotéis já sabendo os vários preços por noite e já no momento da reserva e fiquei maravilhado com a forma como o relação qualidade / preço foi bom.

Além disso, não há diferença entre as áreas de Marrocos. Os custos de Marrakech são semelhantes, senão iguais aos encontrados em outras áreas marroquinas. Talvez a área mais barata que encontrei foi Errachidia porque parei para tomar um café e os preços eram ridículos, quer dizer, 20 dirhams por 2 chás de hortelã e 2 garrafas de água com serviço de mesa. Não que um café possa fazer toda a grama uma trouxa, mas me deu a ideia de ser uma área menos inflada.



I custos de transporte de t√°xi, eles est√£o sujeitos a negocia√ß√£o antes da partida, mas fora as √°reas onde eles se inscrevem (veja os aeroportos ou apenas atra√ß√Ķes externas como os Jardins Majorelle em Marrakech), estamos na ordem de algumas dezenas de dirhans. Uma corrida do centro de Marrakech para o aeroporto custa por exemplo 100 dirhams e leva 15 minutos.

Quanto à comida em Chefchaouen, gastamos 120 dirhams para o jantar em duas pessoas comendo 2 tajines, 1 prato de aperitivo, 1 água e 2 chás de hortelã. Claro que estou falando de restaurantes de gama média. Só estive em um restaurante caro, o Nomad em Marrakech, mas por caro quero dizer 30 euros em 2 pessoas para um jantar.

As entradas os vários palácios / kasbahs têm sempre entre 10 e 20 dirhams, a gasolina ronda os 10.5 dirhams por litro, enfim, Marrocos é um destino económico.

Onde transformar euros em dirhams? Pode ser retirado?

Durante a minha viagem, a taxa de c√Ęmbio foi de 10.8 / 10.9 dirham por 1 euro. N√£o encontrei grandes diferen√ßas entre mudar de euros no aeroporto ou no centro da cidade. No entanto, o conselho √© n√£o mudar muitos euros em rela√ß√£o a quanto pretende gastar, n√£o √© conveniente trocar dirhams em euros.

para Saques em caixas eletr√īnicos N√£o tive problemas. Apenas um banco n√£o aceitou meu cart√£o de cr√©dito ou d√©bito, mas suponho que tenha sido um problema com o banco ou com o caixa eletr√īnico.


Cart√Ķes de cr√©dito em Marrocos

Il Marrocos e os cart√Ķes de cr√©dito n√£o se d√£o bem. Nos restaurantes n√£o faz sentido pagar com cart√£o, mas nos hot√©is esperava que fosse poss√≠vel, afinal inserem-no como um servi√ßo que quase toda a gente oferece. Mas ainda, apenas o hotel em T√Ęnger aceita pagamento com cart√£o de cr√©dito, em todas as outras situa√ß√Ķes tive que pagar em dinheiro. Como existem comiss√Ķes, muitos estabelecimentos preferem o pagamento cl√°ssico. Com esta anedota, sugiro que tenha sempre dinheiro local em m√£os, euros tamb√©m s√£o bons, em todo o caso dinheiro.


Viagem de carro no Marrocos

Marrocos não é um país difícil para uma viagem de carro… Se você não vai para os centros urbanos! Neste caso, torna-se um missão Impossível e você tem que ficar claro e calmo. Carrinhos, charretes, burros, ciclomotores, carros a torto e a direito, buzinas dominantes, precedência inexistente, enfim, o código da estrada é uma opinião.

Analisando meu roteiro de viagem no Marrocos, de cidade de Marrakech até você chegar ao Fez caótico mas lindo Não tive nenhum tipo de problema a esse respeito. Pouco tráfego, a estrada principal é claramente visível enquanto as secundárias deixam a desejar, na verdade nem existem, porque muitas vezes são aglomerados de cascalho e terra, lama quando chove.

Viajar com segurança no Marrocos: muitas dicas de viagem!

Existem apenas duas precau√ß√Ķes que posso pensar em apontar para voc√™, uma diz respeito ao aluguer de carros e l'altra a onipresente pol√≠cia nas estradas marroquinas.


Aluguel de carros: Tive dificuldade em devolver o carro. Sempre que devolver o carro, pergunte com aten√ß√£o se h√° algu√©m da empresa que escolheu por perto. Quando devolvi o carro, ningu√©m tinha uniforme de identifica√ß√£o e muito menos algu√©m veio at√© mim e perguntou a que empresa eu estava devolvendo o carro. Pelo menos isso aconteceu comigo no aeroporto de T√Ęnger.

Pode interessar a você: como alugar um carro.

Polícia, limites e postos de controle

A polícia marroquina: em sua viagem de carro, preste atenção à presença constante de policiais ao longo das estradas. Muita gente chega em casa com multa de velocidade, voltei para casa com multa por não respeitar a parada.


A pergunta surge espontaneamente. Em uma estrada reta por quil√īmetros e quil√īmetros, onde voc√™ pode encontrar uma parada? Resposta: em lugar nenhum, a menos que seja o mesmo policial que colocou a placa.

Vou explicar como funciona: i pontos de verifica√ß√£o eles n√£o s√£o como na Espanha, onde voc√™ s√≥ p√°ra se a pol√≠cia sinalizar para voc√™. N√£o, em Marrocos, cada posto policial corresponde a um posto de controle. Perto da barreira, voc√™ encontrar√° sinais de desacelera√ß√£o na lateral da faixa de rodagem. No ponto onde a pol√≠cia estar√°, voc√™ deve necessariamente parar e esperar que eles lhe d√™em permiss√£o para passar. Aqui, ‚Äúbebi‚ÄĚ esta parada, ou melhor, passei na beleza de 5 km por hora, e portanto bem tamb√©m.

Eles me disseram que todos os postos de controle da polícia funcionam como um posto de controle, na verdade não é bem verdade porque às vezes há paradas, outras vezes você simplesmente tem que diminuir a velocidade, outras vezes você pode encontrar as faixas pontiagudas que o levam a manobrar.

I limites de velocidade podem ser 40/60/80 ou 100. As vias r√°pidas variam entre 80 e 100. Na aldeia entre 40 e 60. Tenha o cuidado de respeit√°-las porque a pol√≠cia espreita a longa dist√Ęncia e incorre irremediavelmente na multa.

Carteira de motorista: N√ÉO h√° necessidade de ter a carteira de motorista internacional a carta de condu√ß√£o europeia √© suficiente.

Navegador GPS: Contei com um navegador offline, apenas o sinal GPS √© necess√°rio. √Äs vezes √© dif√≠cil encontrar o nome da rua correto, ent√£o em algumas situa√ß√Ķes pode ser √ļtil usar a conex√£o de dados com o Google Maps.

Estacionamentos: na minha ontheroad no Marrocos, n√£o tive muita necessidade de estacionar e encontrar um lugar. O √ļnico problema foi em Fez, onde n√£o h√° placas e encontrei estacionamento ilegal. Nunca vi placas com o estacionamento P mas tamb√©m pode ser que as perdi tentando n√£o bater em alguns carros no meio do tr√Ęnsito.

Alimentos e restaurantes recomendados

O fator comida foi uma pequena decep√ß√£o, eu esperava pratos muito mais carregados de sabor, em vez disso, fiquei satisfeito apenas em algumas ocasi√Ķes. Provavelmente fiz algumas escolhas erradas sobre aonde ir.

Os cursos mais conhecidos s√£o os Tajine que pode ser de v√°rios tipos de carne, o Cuscuz, ASalada marroquina, o Espeto (espetos com sabor).

O melhor tajine foi aquele com ameixas no restaurante Sindibad em Chefchaouen, muito bom! Mesmo no acampamento de luxo no deserto, eles me trouxeram um grande jantar de carne.

A comida de rua marroquina est√° associada, em particular, aos doces e tamb√©m aos frutos secos. Voc√™ vai encontrar muitas barracas com doces de todos os tipos, mas ao comer um j√° ter√° estocado a√ß√ļcar para uma semana inteira. O a√ß√ļcar √© muito utilizado na tradi√ß√£o marroquina, a m√©dia √© 36 kg de a√ß√ļcar por pessoa por ano. Uma figura desproporcional.

Como n√£o mencionar o ch√° de menta, um sinal de hospitalidade, mas tamb√©m um verdadeiro ritual com sua maneira particular de despej√°-lo. Normalmente o ch√° √© servido ado√ßado e, como colocam muito, se gostar menos doce √© melhor que seja trazido sem a√ß√ļcar ou com a√ß√ļcar a acompanhar. √Äs vezes eu n√£o conseguia terminar minha x√≠cara porque era t√£o doce que, para mim, era intrag√°vel.

Depois de alguns dias bebendo chá, vai se tornar um costume para o próprio turista, um dia sem chá não existe em Marrocos.

Conexão de dados, WiFi e tomadas elétricas

O WiFi em hot√©is √© ruim. √Äs vezes ele fica vazio e √†s vezes ele cai. Em restaurantes e discotecas funciona melhor, mas nem todos os locais t√™m wi-fi. O conselho √© comprar um cart√£o SIM o que certamente ser√° √ļtil. A cobertura √© boa.

Informa√ß√Ķes sobre tomadas el√©tricas tamb√©m est√£o se tornando essenciais, com todos os aparelhos eletr√īnicos que temos para recarregar todas as noites. As tomadas el√©tricas no Marrocos s√£o iguais √†s da Espanha, com a diferen√ßa de que n√£o possuem pino de aterramento central. O conselho √© sempre para pegue um adaptador universal .

Faça Você Mesmo Vs Visitas Guiadas

Se algum de vocês estiver me lendo por um tempo, eles saberão que eu amo criar um itinerário tanto quanto possível sozinho. Você também sabe que faça você mesmo não deve ignorar uma experiência ou torná-la menos agradável. Alguns países permitem uma organização meticulosa, outros precisam da ajuda de agências locais especializadas para serem melhor compreendidos. No caso do Marrocos eu poderia dizer que você pode fazer uma boa mistura, algo que você mesmo pode organizar, outra coisa que você não pode.

Se a sua ideia é ver um Marrocos sem nenhum filtro e depois mergulhe completamente no país, ciente dos problemas que isso acarreta, depois organize você mesmo o seu ontheroad ou em qualquer caso o seu itinerário.

Se, por outro lado, sua ideia é excluir qualquer imprevisto e qualquer aborrecimento, então no Marrocos eu recomendo que você conte com uma agência local que criará seu roteiro personalizado a partir de uma de suas propostas. No Marrocos conheci vários italianos que estavam fazendo uma turnê parecida com a minha apoiada pela agência, a percepção das coisas e experiências deles era muito diferente da minha. A visita guiada evita mal-entendidos, leva você por aí com um motorista pessoal, riscos e contingências são minimizados.

A decisão é sua, depende de como você quer ver o Marrocos.

O que √© certo √© que para algumas excurs√Ķes eu recomendo fortemente que voc√™ conte com a ag√™ncia.

Viajar com segurança no Marrocos: muitas dicas de viagem!Para passar a noite no deserto, contei com uma agência local que me levou a um fantástico acampamento de luxo. Organizar a noite no deserto de forma independente não é conveniente.

Mesmo nas cidades, não vá sozinho, é sempre melhor conhecer a cidade inicialmente com um guia local credenciado ao seu lado. A medina é um labirinto e é fácil perder-se.

conclus√£o

Viajar com segurança no Marrocos é simples, tudo que você precisa fazer é se cuidar e sair preparado. o Marrocos não é perigoso, ou melhor, é perigosa como qualquer cidade espanhola, só tem que sair preparado, estas dicas certamente o ajudarão a ter uma melhor imagem da situação e espero que lhe permitam descobrir um país de grande encanto.

Adicione um comentário do Viajar com segurança no Marrocos: muitas dicas de viagem!
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load