Lendas da Costa Rica: o vulcão Poàs e sua voz de ouro

Em Vulcano Poasem Costa Rica Já foram escritos muitos posts excelentes que os convido a pesquisar na web, porque aqui, hoje, não quero descrever um lugar, por mais sugestivo que seja, mas prefiro te contar uma história (mas em qualquer caso, no final da postagem, alguns informação prática Você pode encontrá lo).

Gostaria de falar sobre isso porque, na minha opini√£o, poucas pessoas sabem e eu nem sabia antes de encontrar um velho desdentado em um refrigerante barato. Do que esse cara legal me disse eu entendi pouco ou nada, mas esse pouco foi o suficiente para me deixar curioso para investigar algo mais.



Lendas da Costa Rica: o vulcão Poàs e sua voz de ouro

O Vulc√£o Poas com a "piscina" de √°guas sulfurosas no centro

Le lendas s√£o um patrim√īnio muito importante da cultura dos povos. As gera√ß√Ķes os passam de pai para filho e cada vez que se sabe que seria um pecado n√£o divulg√°-los, seria como perder um peda√ßo de hist√≥ria.

E perder um pedacinho da história é um pouco como perder um pedacinho de si mesmo.

Il Costa Rica é um país com uma tradição muito vasta de contos de fadas e contos de fadas, mas este aspecto é muitas vezes esquecido, provavelmente ofuscado pela beleza do seu território.

Aqui est√° ent√£o!

Eles viveram na sombra do vulcano Poas, uma alta montanha coberta por vegetação verde, Iliana e sua tribo: Iliana era filha do xamã de seu povo e era muito amada.
A tribo estava feliz por morar ali, em um lugar onde o grande Deus sorria.

As histórias que eles contaram eram conhecidas entre as pessoas a ira do vulcão Poas, momentos em que o vulcão, cuspindo fogo e rocha derretida, destruiu tudo em seu caminho em direção ao vale abaixo.
O xam√£ ficava incomodado com esses contos, enquanto Iliana n√£o ligava muito para eles.



Iliana tinha feito uma forte amizade com Rualdo, um p√°ssaro com plumagem an√īnima, mas dotado de uma voz encantadora. Ele cantava para ela todos os dias e ela nunca se cansava de ouvi-lo e aplaudi-lo.
Mesmo quando ficava doente toda vez que Rualdo cantava para ela, um sorriso aparecia em seu rosto.

Lendas da Costa Rica: o vulcão Poàs e sua voz de ouro

Chlorophonia callophrys ou ‚Äúp√°ssaro Rualdo‚ÄĚ

E Rualdo a amava mais do que a si mesmo, desde que ela salvou sua vida.
A vida na tribo corria bem até que um dia o vulcão começou a soltar fumaça e resmungar.
O xam√£, temendo por seu povo escalou a montanha e chegou ao topo do cratera fumegante olhou para o abismo:

"Por que você está ameaçando meu povo?" Ele gritou. Mas não houve resposta. Ele colocou um pano sobre a boca e cuidadosamente desceu para a cratera, mesmo quando a fumaça ardeu em seus olhos e ondas de calor o assaltaram.

"Por que você está ameaçando meu povo?" Ele gritou. "O que é preciso para fazer você desistir?"

Com um rosnado profundo, a montanha falou: "Traga-me sua filha para um sacrifício, e tudo ficará bem com seu povo."

As palavras de Poas penetraram como uma l√Ęmina no cora√ß√£o do xam√£.

"Minha filha? Ela √© minha √ļnica filha. Por favor. Existe mais alguma coisa que podemos oferecer? "

Mas a montanha ficou em silêncio.

O xamã voltou para sua tribo, mas os dias se passaram e a fumaça ficou mais densa.


Finalmente, em desespero, o xamã subiu novamente ao topo da montanha, desta vez com a filha amarrada de pés e mãos. Rualdo o seguia de longe. Ele assistiu com horror enquanto com um gemido de dor, o xamã jogava sua filha na boca dos Poas.


Rualdo estava com o coração partido. A vida sem sua amiga teria sido insuportável. Sem se preocupar consigo mesmo, ele voou para o interior do vulcão, em meio à fumaça e ofereceu sua canção pela vida da garota.

"Eu te ofereço minha voz" disse Rualdo "quem ouve diz que é de ouro"

Apesar da fuma√ßa sulfurosa que queimava sua garganta, Rualdo continuava cantando. Ele cantou a beleza de sua p√°tria, de amizade e fidelidade e enquanto cantava, o estrondo parou e Poas, movido pela voz do passarinho, come√ßou a chorar. A montanha chorou tanto que suas l√°grimas se tornaram as maiores  Lagoa Botos.


Lendas da Costa Rica: o vulcão Poàs e sua voz de ouro

Reza a lenda que Laguna Botos foi formada pelas l√°grimas do vulc√£o Poas, emocionadas com a beleza da voz de Rualdo

Rualdo perdeu sua bela voz no fogo da montanha e n√£o conseguia mais cantar, mas o grande Deus, como um presente por sua coragem, deu-lhe a plumagem mais brilhante j√° vista em todo Costa Rica.

Daquele dia em diante, Rualdo e Iliana ficaram mais insepar√°veis ‚Äč‚Äčdo que nunca e h√° quem ainda jure, muito depois, ainda ouvi-los cantar, mesmo que desta vez n√£o seja sobre Rualdo, mas sobre Iliana cantando para sua amiguinha silenciosa.

Algumas informa√ß√Ķes pr√°ticas para visitar o vulc√£o Poas

O Vulc√£o Poas est√° localizado a cerca de 65 km da capital da Costa Rica, San Jos√©. √Č uma das zonas mais visitadas do pa√≠s, tanto pela sua beleza (e pelo parque natural onde se encontra), como pela facilidade de acesso. o cratera principal, com cerca de um quil√īmetro e meio de largura, √© a maior cratera ativa do mundo e √© caracterizada por uma "piscina" sulf√ļrica da qual jatos de gases sulfurosos chegam a uma altura de 250 metros.


Chegar à cratera é extremamente simples. O acesso ao parque (entrada $ 10 por pessoa) é feito por meio de uma bela e larga estrada asfaltada que leva ao moderno Centro de Visitantes, onde você pode estacionar seu carro. A partir daqui, por um caminho fácil de cerca de 500 metros, chega-se à cratera principal.

Da cratera, outro caminho fácil de cerca de meia hora leva pela floresta tropical até o lagoa Botoon, um pedaço de vidro verde que brilha sob os raios do sol (mas não se deixe enganar pela vista idílica, suas águas são ácidas).

tem autobus Come√ßando de Esta√ß√£o Alajuel em San Jos√©, localizado na Avevue 2 entre as chamadas 12 e 14. Os √īnibus saem √†s 8h30 e retornam √†s 2h30, mas tente chegar √† esta√ß√£o alguns minutos antes do hor√°rio de partida.

Adicione um comentário do Lendas da Costa Rica: o vulcão Poàs e sua voz de ouro
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.